PRESIDENTE DO TRF2 ABRE O VI FOREJEF DESTACANDO IMPORTÂNCIA DO DEBATE ENTRE JUÍZES*



Publicado

Luísa Borges Pontes

Autor

Luísa Borges Pontes

Fotos

ACOI/TRF2

Data de Publicação

27/10/2017 00:00:00

Facebook

Twitter


O presidente do TRF2, desembargador federal André Fontes, abriu na quinta-feira, 26 de outubro, os trabalhos do VI Fórum Regional dos Juízes dos Juizados Especiais Federais (JEFs) da 2ª Região - que integra os estados do Rio de Janeiro e do Espírito Santo –, destacando a importância do evento para a consolidação de um arcabouço intelectual no qual os magistrados podem se apoiar no dia a dia da jurisdição. O evento, que teve início com a participação de 32 juízes de primeiro grau, desembargadores federais e representantes de instituições públicas e privadas, foi organizado pela Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e do Espírito Santo (Ajuferjes), com o apoio do TRF2, da Coordenadoria dos Juizados Especiais (Cojef) e da Escola da Magistratura Regional Federal da 2ª Região (Emarf). A iniciativa foi concretizada com o patrocínio da Caixa Econômica Federal, do BNDES, do Governo Federal e do Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem (CBMA).

 “As senhoras e os senhores não tenham dúvida do valor que os encontros regionais têm para o aperfeiçoamento da atividade judicante, nas demandas submetidas aos ritos dos Juizados. O compartilhamento e a livre circulação de ideias é essencial para o desenvolvimento de propostas de enfrentamento dos grandes desafios que se apresentam ao exercício da judicatura”, garantiu André Fontes. Ele lembrou a atualidade e a relevância dos temas colocados em pauta, mas também afirmou que, apesar disso, as últimas edições do Forejef foram prejudicadas pela falta de recursos, principalmente após a vigência da Emenda Constitucional nº 95/2016, que limita os gastos públicos por vinte anos: “As barreiras só puderam ser vencidas graças à atuação pertinaz e denodada do desembargador federal Aluisio Gonçalves de Castro Mendes, coordenador dos Juizados Especiais Federais da 2ª Região”, declarou.

Em seguida, Aluisio Mendes fez uso da palavra, reiterando os agradecimentos do desembargador André Fontes: “Este fórum só foi viabilizado porque a Ajuferjes abraçou a ideia e por conta da firme determinação dos juízes federais Fabrício Fernandes de Castro e Wilson José Witzel, que compõem sua cúpula”. O coordenador dos JEFs da 2ª Região também dirigiu sua gratidão aos juízes e servidores envolvidos na organização do evento e às instituições que patrocinaram o encontro: “A atividade do juiz é solitária, especialmente na primeira instância. É muito bom podermos contar com parceiros que entendem a importância de termos a oportunidade de nos reunirmos com calma e num ambiente propício ao debate, sem interferências. Temos aqui uma programação intensa de palestras e grupos de trabalho que exige concentração para ser aproveitada ao máximo”, concluiu.

Encerrando a abertura, o presidente da Ajuferjes, Fabrício Fernandes de Castro, acrescentou às falas precedentes que “a realização do evento reuniu um conjunto de atores, de pessoas engajadas e de instituições que muito se dedicaram, para tornar realidade uma ideia”. Ele ponderou ainda que “o TRF2 não teria condições de fazê-lo sem ajuda, devido ao contingenciamento orçamentário que enfrenta. Considero, entretanto, um privilégio para a Ajuferjes poder cooperar com um trabalho tão profícuo para o Judiciário e para a sociedade”, afirmou.

*Da ACOI/TRF2

 Link BNDS