Ato de desagravo ao juiz Marcelo Bretas acontece na quinta*


Semana passada, Mendes soltou Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira, ex-presidente da Fetranspor; Bretas prendeu


Publicado

Autor

Luísa Borges Pontes

Fotos

Data de Publicação

23/08/2017 00:00:00

Facebook

Twitter


A Associação dos Juízes Federais do Brasil e a Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e do Espírito Santo (Ajuferjes) vão fazer ato de desagravo ao juiz Marcelo Bretas contra o ministro Gilmar Mendes, quinta-feira, às 14h, no Fórum da Justiça Federal.

Semana passada, Mendes soltou Jacob Barata Filho e Lélis Teixeira, ex-presidente da Fetranspor; Bretas prendeu. Mendes reagiu: ‘se isso prevalecer, o rabo abana o cachorro’. E soltou de novo. 

Houve um embate entre o juiz Marcelo Bretas e o ministro Gilmar Mendes?

O maior problema foi a declaração do ministro, que chamou a decisão do juiz de atípica, e dizer que, se isso prevalesse, o rabo abana o cachorro. É inadequado, desrespeitoso, e a Lei Orgânica da Magistratura proíbe.

Mas toda hora o ministro Gilmar Mendes é acusado de desrespeitar a Lei Orgânica.

Realmente é de se lamentar, principalmente no momento em que a Justiça Federal faz trabalhos importantes a favor da sociedade, sobretudo no combate à corrupção.

Quem pode repreender Gilmar Mendes?

A sociedade. Acredito que a opinião pública não concorde com isso.

O que representa o ato de desagravo?

É apoio institucional ao Bretas. É preciso evitar interferência na independência do juiz por causa de manifestação truculenta de quem quer que seja.

*Do site do DIA